Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez mais inovador, mais verde e sustentável, mais conectado, mais inclusivo e social, mais próximo e competitivo são as propostas do Orçamento Municipal para 2019.

Arcos de Valdevez mais inovador, mais verde e sustentável, mais conectado, mais inclusivo e social, mais próximo e competitivo são as propostas do Orçamento Municipal para 2019.
27 Novembro 2018

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez aprovou Orçamento Global, na ordem dos 28 milhões euros para o ano 2019.

Com o presente Orçamento e Grandes Opções do Plano, o Executivo Municipal pretende dar continuidade ao projeto de desenvolvimento sustentável de Arcos de Valdevez, com concretização de investimentos estruturantes e a implementação de ações essenciais à construção de um concelho mais inovador, mais verde e sustentável, mais conectado, mais inclusivo e social, mais próximo e competitivo, através de uma gestão eficiente dos recursos disponíveis e da prestação de serviços de qualidade à população.

Em 2019, o Executivo irá continuar a promover uma governação assente nos princípios da responsabilidade, transparência e participação, mantendo a trajetória de decréscimo da dívida municipal e a intensificação da parceria com as Juntas de Freguesia, Associações, Instituições e Famílias do concelho, com um investimento na ordem dos 3,8 milhões de euros.

Os maiores investimentos ao nível das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2019 serão em Funções Sociais, na ordem dos 10 milhões de euros, representando 59% das GOP; seguindo-se os investimentos em Funções Económicas num total de 4,4 milhões de euros, representando 26% das GOP.

Assumindo como prioridades para 2019, a concretização de projetos de investimento na melhoria da qualidade de vida dos arcuenses e na promoção da competitividade e da atratividade do território e a oferta diversificada de iniciativas de apoio à integração social, à valorização da nossa cultura e tradições, à promoção do desporto, saúde e bem-estar e à divulgação do concelho e das suas potencialidades.

A este nível destacamos alguns dos projetos a concretizar em 2019, nomeadamente, a realização de obras na EB 2,3 e a construção das “Oficinas de Criatividade Himalaya”, uma plataforma de promoção da ciência educativa.

Procurando apoiar as famílias e jovens arcuenses serão reabilitados e adaptados novos edifícios no âmbito do programa Arrendamento Jovem e serão apoiadas as obras em casas de familiais mais vulneráveis. Também apoia a fixação, atração e o regresso de pessoas através do Programa Repovoar e do Gabinete de Apoio ao Emigrante.

Continuará a apoiar a GNR, os Bombeiros Voluntários e o alargamento das respostas sociais em parceria com as IPSS’S.

Mantém-se o investimento na reabilitação do centro histórico e em outros espaços públicos do centro urbano e nas freguesias. E ainda, o alargamento e melhoria da rede de equipamentos sociais, desportivos, culturais e turísticos, como dinamização do Centro Interpretativo do Barroco, na Igreja do Espírito Santo, a melhoria da rede de ecovias e passadiços, novos relvados sintéticos e a beneficiação de outras instalações desportivas. Será criado o Parque Biológico na Porta do Mezio e espaços de comercialização de produtos locais e de divulgação turística, como as Esplanadas e o Eco Parque do Vez, o Museu da Água ao Ar livre, um espaço para Auto Caravanas e o Espaço Vinhos.

De relevar ainda, o investimento municipal no reforço da rede de fibra ótica; rede de abastecimento de água e saneamento e na beneficiação, conservação e segurança na acessibilidade e mobilidade viária. Por fim, será realizado investimento na ampliação e consolidação dos parques empresariais, na promoção do comércio, Mercado Municipal, plataforma/diretório empresarial, agropecuária e turismo.

De referir ainda, o reforço de um conjunto de medidas de apoio social e bem-estar aos mais desfavorecidos, bem como a isenção ou redução de impostos, tais como o IRS, o IMI, o IMT e as taxas e licenças municipais, a isenção de derrama, o IMI familiar e a isenção de IMT na aquisição de habitação para jovens.

O Executivo Municipal, está convicto de que este Orçamento vai de encontro às necessidades dos arcuenses e do concelho, contando com todos os residentes e a nossa diáspora e os vários parceiros, para continuarmos a construir um concelho com mais qualidade de vida, mais oportunidades e mais atrativo para viver, trabalhar, investir e visitar Arcos de Valdevez.

 

 

Top