Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Rota dos Gigantes - Padre Himalaya é um dos Gigantes da Rota do vale do Lima

Rota gigantes 1 1024 2500
25 Fevereiro 2014

Acaba de ser lançada pela ADRIL- Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Lima e a CENTER a Rota dos Gigantes do Vale do Lima. Rota que percorre os quatro municípios deste, cada um com o seu Gigante: em Arcos de Valdevez o gigante é o Inventor - Padre Himalaya - Cientista do início do séc. XX, considerado um percursor das energias renováveis, designadamente pelo aproveitamento da energia solar; em Ponte da Barca, o Navegador Fernão de Magalhães que comandou a primeira viagem de circum-navegação da Terra, demonstrando que ela é, de facto, redonda; em Ponte de Lima, o Santo - Francisco Pacheco - um dos primeiros missionários jesuítas na evangelização da Ásia, foi martirizado a fogo lento no Japão e é hoje venerado nos altares como Beato da Igreja católica, e, em

Viana do Castelo, o Descobridor - João Álvares Fagundes, o qual navegou no Atlântico Norte e explorou a costa da Terra Nova, no Canadá, dando continuidade às expedições iniciadas para o continente americano muito antes da viagem de Colombo

Pela sua originalidade, esta rota constituiu um excelente argumento para visitar e conhecer o Vale do Lima, através de 4 ilustres incontornáveis da História universal que projetaram Portugal nos 4 cantos do Mundo.

 

GIGANTE DO VALE DO LIMA - O INVENTOR: PADRE HIMALAYA

imagem

Manuel António Gomes Himalaya nasceu em Cendufe, Arcos de Valdevez a 9 de Dezembro de 1868. O seu estranho apelido tornou-o logo conhecido.

Inscreveu-se no Seminário, em Braga; e logo aí fez algumas experiências sobre o "ar líquido". Era o princípio de uma vida que dedicaria à ciência.

Não se conformando com o desenvolvimento científico achou que deveria ir mais longe e criou um sem número de invenções que o tornaram mundialmente conhecido.

 

Os seus aparelhos foram apresentados em todo o mundo; mas causaram uma especial admiração quer do público, quer da comunidade científica na Exposição Universal (1904) em St Louis, Missouri, Estados Unidos, com a apresentação do "Pirelióforo", uma estrutura metálica que captava a energia solar: com apenas 80 m2 de superfície obtinha uma temperatura utilizável de 3.500 graus de temperatura. O "New York Times" e outros grandes jornais americanos deram-lhe honras de primeira página. E, naturalmente, recebeu o mais importante prémio da exposição.

Foi ainda naquele país que inventou a himalaíte, uma espécie de pólvora que tinha por base o cloreto de potássio.

Em 1908 desenvolveu estudos sobre a irrigação total de Portugal aproveitando os cursos de água do país; mas também soube fazer o inventário dos locais onde se poderiam vir a fazer aproveitamentos hidroelétricos.

A vulcanologia e a sismologia foram algumas das ciências que estudou e a que deu achegas importantes. Mas, ao mesmo tempo, desenvolveu outros estudos sobre o desenvolvimento da agricultura portuguesa, adubos orgânicos, ensino agrícola, arborização...

imagem

Eduardo Pires de Oliveira

Saiba mais sobre o Padre Himalaya por Jacinto Rodrigues: www.jcrodrigue.com

 

Município de Arcos de Valdevez
Top