Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Câmara Municipal reforça aposta na Reabilitação Urbana e na Cultura

Câmara Municipal reforça aposta na Reabilitação Urbana e na Cultura
image title
20 Setembro 2019

 

A Reabilitação Urbana é um dos temas de bastante relevância para o executivo. Na última reunião de Câmara aprovou a alteração ao Plano de Ação de Regeneração Urbana de Arcos de Valdevez, que se traduz na integração de uma nova intervenção “Espaço Valdevez (Em Memória de Félix Alves Pereira)”.

O projeto “Espaço Valdevez” pretende dar a conhecer a história e episódios no território de Arcos de Valdevez, percorrendo uma longa cronologia entre a Pré-história e a implantação da República. Este espaço ficará alojado num edifício recuperado junto à Igreja Matriz, em pleno centro histórico.

O visitante é desafiado a utilizar as áreas/ salas do edifício, de leitura vertical, ligando o largo frontal da Igreja Matriz, num nível superior, à Rua da Valeta, num plano inferior. Este percurso será assim uma verdadeira “descida no tempo”, respeitando de igual modo o princípio da estratigrafia arqueológica, isto é dos níveis mais recentes para os mais antigos. A Arqueologia é mesmo o mote de dinâmica do Espaço, uma vez que a primeira das suas salas, exatamente a de entrada, é dedicada a um dos maiores e mais reputados arqueólogos portugueses da viragem do século XIX/XX, Félix Alves Pereira, nascido em Arcos de Valdevez, e que dedicou uma parte substancial da sua vida de investigador ao território arcuense.

Os pisos seguintes serão diretamente conectados com períodos crono culturais. “Da Restauração à República”, o segundo dos espaços, versa sobre o papel diferenciador de Arcos de Valdevez na Guerra da Restauração e no posterior período das invasões francesas, culminando com a singularidade da implantação da República por terras arcuenses. Seguindo o processo descendente no Tempo, o visitante encontrará o espaço “Da Idade Média ao Século XVI”, que passará por toda a Idade Média, com destaque para o papel do Castelo de Santa Cruz e o Recontro de Valdevez, culminando com o século XV e o Foral manuelino. O terceiro espaço será enfocado na Proto-história e na Romanização, com destaque para os castros e ocupação romana. A última das salas, terá na Pré-história a sua principal temática, guiando o visitante pela descoberta das primeiras fixações humanas no concelho, nomeadamente pelas suas principais realizações arquitetónicas e manifestações artísticas.

Com este projeto a Câmara Municipal pretende enaltecer o orgulho em ser arcuense, dar a conhecer melhor a história do concelho aos residentes e visitantes, potenciar o Centro Histórico e ser um centro de atração turística, a par do Paço de Giela e do Centro Interpretativo do Barroco. Ao mesmo tempo contribuirá para a dinamização social e económica do Município.

 

                 O PARU – Plano de Ação para a Reabilitação Urbana, visa promover a revitalização e atratividade económica; fomentar o turismo, a cultura e o lazer; qualificar o espaço público e reforçar a unidade, a identidade e a imagem urbana; e aumentar a sua atratividade Regional.

Com este Plano a Câmara Municipal pretende desenvolver um conjunto de projetos, entre os quais se encontram a Oficina de Inovação Padre Himalaya (a decorrer); e as já terminadas reabilitações de Espaço Público do Centro Histórico, da Praceta do Vez, da Rua de São Bento, do Largo de São Bento e do Largo de Santa Rita.

A este nível dos arruamentos a Câmara Municipal adjudicou recentemente a obra de Requalificação da Rua Félix Alves Pereira, pelo valor de 156.065,20 euros, sem IVA.

Top