Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Empresas em Arcos de Valdevez em alta

Aviao falconx  2  1 1024 2500
Acosiber 1 1024 2500
Afeta  o de lotes 1 1024 2500
Afeta  o de lotes2 1 1024 2500
Polipropigal 1 1024 2500
25 Julho 2017

Os Parques empresariais de Padreiro, Paçô e Mogueiras têm-se revelado locais com boas perspetivas para os empresários locais e estrangeiros, que encontram neles condições laborais bastante favoráveis.

 As boas infraestruturas (fibra óptica, a rede de infraestruturas, de energia de elétrica de telecomunicações e de gás natural, o estacionamento) e os bons recursos humanos são mais-valias para o desenvolvimento económico e os grandes motivos de atracão de novos investimentos, pois permitem aos empresários desenvolver a sua atividade, criar novas oportunidades, bem como atrair novas unidades.

De destacar que a Autarquia tem acompanhado os processos de expansão das empresas sedeadas no território arcuense, prestando todo o apoio necessário na obtenção de incentivos e condições para conseguirem alcançar os seus objetivos de crescimento.

Em Arcos de Valdevez o setor empresarial está ativo e dinâmico e a prova disso está na expansão realizada por parte de empresas.

A multinacional francesa Mora, sedeada no Parque Empresarial das Mogueiras, está a expandir a sua fábrica, num investimento previsto de cinco milhões de euros. A Mora Portugal é uma empresa especializada em injeção de peças técnicas termoplásticas e na fabricação de moldes para o setor automóvel.

A expansão da fábrica surge com a adjudicação ao grupo de um novo projeto para os automóveis Peugeot Citröen. O novo desafio deverá duplicar o volume de negócios da Mora Portugal. Para fazer face ao novo desafio, a Mora Portugal deverá contratar entre 20 e 30 pessoas mais. O projeto resultará na ampliação do edifício, com uma área aproximada e 3.000 m2.

Também a Poligal, uma das principais fabricantes europeias de filme polipropileno, com recurso a equipamentos tecnologicamente avançados, considerada a maior e mais moderna fábrica do setor instalada na Europa, produzindo diariamente 100 toneladas de Polipropileno, que apresentou recentemente o investimento na fábrica sedeada em Arcos de Valdevez, no valor de 12,5 milhões de euros, o qual permitiu a criação de mais 35 postos de trabalho.

Por outro lado, a Couture está a investir 1,3 milhões numa nova fábrica no Parque Empresarial das Mogueiras que deverá estar operacional até ao final do corrente ano, terá uma área coberta de 3000 metros quadrados e está previsto empregar 300 trabalhadores.
Criada em 2014 para responder às necessidades do mercado da marroquinaria, a Couture tem ganho novos clientes, com quem desenvolve e produz linhas de carteiras, malas e outros acessórios.

ACOSiber, instalada no Parque Empresarial de Padreiro, que labora no setor da aeronáutica e indústria de alta tecnologia, perspetiva para 2017 um volume de negócios de 2 milhões de euros e emprega mais de 50 colaboradores. Esta a desenvolver o projeto de ampliação das suas instalações. A empresa foi recentemente adquirida pelo grupo francês, tendo previsto até 2020 um forte plano de investimentos, ao nível tecnológico e de aumento de recursos humanos.

Para além das grandes multinacionais, os Parques Empresariais também começam a ser procurados por parte de pequenas e médias empresas nacionais, nomeadamente, arcuenses, estando em curso a instalação a 6 empresas arcuenses ligadas à carpintaria, serralharia ou oficinas que querem ampliar ou expandir a sua atividade.

Estas são boas notícias para o concelho que vê crescer as empresas sedeadas nos seus Parques Empresariais e ao mesmo tempo a aumentar a criação de emprego, geração de rendimento e fixação de população.

Top