Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez aprova maior execução das contas dos últimos anos

Vista aerea 001   copia 1 1024 2500
26 Abril 2019

 

O Município de Arcos Valdevez fecha as contas de 2018 com a maior execução dos últimos anos, 24,5 milhões de euros. Num exercício marcado por ganhos de economia, eficiência e eficácia na gestão dos recursos disponíveis, na concretização de investimentos e na melhoria da qualidade dos serviços prestados, indispensáveis ao desenvolvimento sustentável de Arcos de Valdevez e bem-estar dos arcuenses.

Estes resultados são reconhecidos por vários estudos nacionais como a “Qualidade da Governação Local em Portugal”, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, onde o Município integra o ranking dos 25 melhores entre os 308 Municípios Portugueses e o “Desempenho da Marca dos Municípios nas dimensões Viver, Visitar Negócios”, da Bloom Consulting Portugal City Brand, onde o Município progrediu em 2018, ocupando atualmente a 3ª posição nos Municípios da Região do Alto-Minho”.

As Grandes Opções do Plano assumiram, em 2018 um investimento global de 13,1 milhões de euros, representando o maior investimento nas funções sociais, com mais de 9 milhões de euros, seguindo-se as funções económicas, com mais de 2,2 milhões de euros.

O ano 2018 ficou marcado pela conclusão e lançamento de projetos de investimentos de elevado relevo para o concelho e para os arcuenses, tais como a requalificação da EB 2,3+S, da Rua de S. Bento, do Mercado Municipal e espaços envolventes, da entrada da Sede do Concelho em Guilhadeses, da melhoria nas redes de estradas, abastecimento de água e saneamento, iluminação e recolha de resíduos pelo concelho. Foi reabilitada a Igreja do Espírito Santo com a criação do Centro Interpretativo do Barroco, o Complexo das Piscinas Municipais e estão em curso as intervenções no Museu de Água ao Ar Livre e na Oficina de Criatividade Himalaia.

A Câmara lançou um conjunto de incentivos e benefícios fiscais para a reabilitação do edificado urbano e para a instalação e ampliação de empresas/atividades económicas. E ainda um conjunto de medidas de apoio social e bem-estar às famílias com menos recursos, à população idosa e ao jovem, nomeadamente através do apoio ao arrendamento.

Todo este investimento, é potenciado pelo Município e vários parceiros, através da atribuição de incentivos financeiros, da realização de vários eventos de cariz social, económico, cultural, desportivo e recreativo, indispensáveis à promoção e divulgação do concelho e das suas potencialidades

Esta dinâmica municipal tem como objetivo a criação de emprego, rendimento e o aumento da fixação, regresso e atração de pessoas para viver, trabalhar, investir e visitar Arcos de Valdevez.

A par da maior execução orçamental, a Autarquia reduziu a dívida em cerca de 1,7 milhões de euros, situando-se atualmente nos 4,9 milhões de euros. Reduziu a dívida a fornecedores e outros credores em mais de 750 mil euros. E terminou o ano, com o melhor Prazo Médio de Pagamentos a fornecedores dos últimos exercícios, de 20 dias.

Para o Presidente da Câmara, João Manuel Esteves “Este resultado é fruto do empenho e trabalho levado a cabo pelo Municipio, Entidades, Associações e todos os arcuenses, tendo por objetivo continuarmos juntos a contribuir para a construção sustentável de Arcos de Valdevez onde Portugal se fez, faz e fará”.

 

Top