Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

“Reencontrar o Recontro” assinala Recriação Histórica do Recontro de Valdevez

Apresentacao espumante vez  23    imprensa 1 1024 2500
08 Julho 2020

A Câmara Municipal apresentou a iniciativa que procura marcar a data da Recriação Histórica do Recontro de Valdevez de 1141, que se realiza anualmente no primeiro fim-de-semana de Julho no Paço de Giela, Monumento Nacional, e que este ano, por razões de contexto da COVID-19, teve adiamento para o próximo ano.

De forma a não deixar passar em branco a realização deste evento que, anualmente, atrai até este espaço milhares de pessoas e múltiplos intervenientes, num evento único em Portugal, foi implementado um programa alternativo, intitulado “Reencontrar o Recontro”.

Aludindo a este momento de lembrança da Recriação Histórica do Recontro, João Esteves, presidente da Câmara Municipal, referiu-se ao mesmo como sendo um “momento de celebração da História, da Cultura, da Terra e do povo”

Neste momento de apresentação da iniciativa, primeiramente, foi apresentada uma estrutura de 2 por 6 metros, que reproduz, de forma adaptada, o grande painel de azulejos sobre o Recontro de Valdevez existente na Estação de S. Bento, no Porto, realizado no início do século XX pelo artista Jorge Colaço. Sendo que, a partir de 4 de Julho (fim de semana em que se realizaria a Recriação Histórica) os visitantes do Paço de Giela serão convidados a colocarem um “azulejo” de 15x15 cm sobre esse painel, criando essa noção de “reconstrução emotiva” da Recriação, num total de quase 500 peças que edificarão este verdadeiro “Pórtico do Tempo”, que ficará disponível durante todo o verão.

“Quisemos que no fim-de-semana em que noutros tempos teríamos neste local milhares de pessoas, a celebrar este momento histórico de afirmação, que as pessoas ajudassem a construir o painel como se estivéssemos a construir este momento tão importante para a fundação da nacionalidade portuguesa,” referiu João Esteves, Presidente da Câmara Municipal.

Depois, foi igualmente apresentada uma escultura em poliestireno, integralmente revestida a fibra de vidro de alta resistência, realizada pelo artista arcuense, Nuno Mokuna, em colaboração com um outro artista plástico, Carlos Martins, e que, em tamanho natural, representa, no local, a figura de Afonso Henriques e do seu cavalo, sendo a “primeira peça” do futuro parque de figuras e elementos relacionados com o Recontro e com o século XII.

Finalizados estes momentos, houve espaço para a apresentação do espumante “Vez”, criado especificamente com base na importância e significado do Recontro de Valdevez na História local e nacional, na forma de um produto diferenciador, com estética e conteúdo vínico muito próprios, e que marca uma parceria específica do Município arcuense com a Adega Cooperativa de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez.

Foi ainda apresentado o programa com as diversas iniciativas que vão decorrer desde o dia 4 de julho até ao dia 10 de julho.

Com a iniciativa “Reencontrar o Recontro”, o Município relembra a importância do Recontro de Valdevez na vida da comunidade arcuense e o seu papel na História nacional, lançando e ativando ideias para continuar a construir o futuro de Arcos de Valdevez, onde Portugal se fez, faz e fará. 

apresentacao_espumante_vez__17____imprensa
apresentacao_espumante_vez__25____imprensa
apresentacao_espumante_vez__29____imprensa
apresentacao_espumante_vez__33____imprensa
apresentacao_espumante_vez__34____imprensa
apresentacao_espumante_vez__19____imprensa
Município de Arcos de Valdevez
Top