Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Cândido de Barros apresentou na Casa das Artes arcuense a sua antologia “Cantarei pela Verdade”

P4181375 1 1024 2500
21 Abril 2009

No passado sábado, dia 18 de Abril, Cândido de Barros, natural da freguesia de Távora Stª Maria em Arcos de Valdevez, apresentou, perante uma plateia repleta de amigos e familiares, a sua mais recente publicação, a antologia "Cantarei pela Verdade".

Com apresentação a cargo de Mário Pinto, director do Jornal Notícias dos Arcos e amigo de longa data do autor, Cândido de Barros foi considerado por este, como "um poeta citadino, popular e de causas". 

Ao longo do seu discurso, Mário Pinto, "aproveitou" uma grande parte de versos inclusos no livro para melhor retractar as várias passagens da vida do escritor, que tão bem se descrevem nos seus poemas, como a morte da sua mãe, a ida de seu pai para o Brasil, o abandono, as vivências na sua terra natal, o seu Portugal, entre outras variadas experiências que os seus 89 anos já comportam. No fundo, considerou esta obra como "uma cornucópia de temas e falas" que se juntam nesta "obra admirável, escrita com inteligência e com o coração" e que reflecte a "lição de humanismo que constitui a sua vida".

Relativamente aos inúmeros louvores proferidos sobre a sua pessoa ao longo da apresentação da sua obra e tendo bem presente o apoio dado pela Câmara Municipal na edição desta sua compilação, Cândido de Barros, com um discurso bastante emocionado, não poupou elogios e agradecimentos a todos os que o ajudaram ao longo da sua vida e ao município arcuense pela grande alegria proporcionada, chegando mesmo a compará-la ao nascimento da sua mulher, filhos e netos.

Já João Esteves, vice-presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, em nome do presidente da Câmara Municipal, Francisco Araújo, congratulou o autor pela obra editada, realçando o facto de ser muito bom que gente da terra tenha a ousadia de mostrar publicamente aquilo que vale. Segundo o mesmo, a Câmara Municipal tem uma política cultural bastante activa e está sempre disposta a ajudar todos aqueles que a ela recorrem, pois é importante para o município que todos possam contribuir para aquilo que acreditam e para aquilo que gostam.

A homenagem a este homem das letras que se afirma como autodidacta não terminou por aqui, tendo tido ainda direito a uma pequena actuação do Grupo Coral da Paróquia de Távora Stª Maria, coordenado pela professora Helena Correia.

P4181365
P4181355
P4181372
Município de Arcos de Valdevez
Top