Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Investidos mais de 386 mil euros na Freguesia da Gavieira

P5182940 1 1024 2500
16 Junho 2008

Ali! Onde as montanhas "tocam o céu", onde em cada passada ficamos com a sensação de estar a "profanar" terra nunca antes pisada, ao som ensurdecedor dos nossos passos no silêncio, até às corgas mais profundas e agrestes, com riachos de águas cristalinas que entoam cânticos alegres que salpicam a paisagem, situa-se a bela Freguesia da Gavieira, com seus lugares espalhados por vasto território.
Para nos acompanhar nesta visita, contamos com a amável disponibilidade do Presidente da Junta, Américo Domingues Pio, que nos foi mostrando as realizações concluídas no seu presente mandato, e divagando sobre os "sonhos" que gostaria de ver realizados no futuro.
Junto à Sede da Junta, deparamos com o Caminho em betuminoso que lhe dá acesso, o qual foi executado através de protocolo celebrado com o Município Arcuense, no valor de mais de 10 mil euros, cabendo como tem sido habitual nas obras protocoladas, 90% do financiamento ao Município, e 10% à Junta de Freguesia.
Da Sede da Junta seguimos para o Beleiral. Antes porém, mostrou-nos o Caminho de Acesso à Regidoira e Prado de Mó, obra realizada pela Junta, com a colaboração das pessoas dos lugares, que contribuíram com o que lhes foi possível, tendo o custo da pavimentação ultrapassado os 3 mil euros.
Já no Beleiral, registamos duas pavimentações, efectuadas através de Protocolos com a Autarquia Concelhia: Caminho de Acesso a Porto Serrão, que custou perto de 20 mil euros; Caminho Central do Beleiral, que serve cerca de 40 casas, no valor de cerca de 40 mil euros, tendo Américo Pio demonstrado um certo desencanto, relativamente a este caminho, devido aos "estrangulamentos" existentes em alguns pontos, que não possibilitam a passagem a veículos de maior porte. "Mas, com o apoio dos residentes que já começaram a sentir os efeitos desta situação, espero proximamente proceder ao seu alargamento, mesmo tendo em atenção que o "terreno" é muito difícil".
Deixamos para trás o Beleiral e seguimos para o lugar da Igreja, onde foram pavimentados em betuminoso quatro caminhos, sendo três através de Protocolos: Caminho do Ninhoso, no valor de 26 mil euros, que se encontra ainda em execução; Caminho da Costa, no valor de 5 mil euros; Caminho do Barbeito, com custos de cerca de 20 mil euros.
O Caminho Central do Lugar da Igreja completa o conjunto de obras de viação realizadas neste lugar, sendo a obra de maior vulto, foi financiada integralmente pelo Município, tendo o seu custo atingido mais de 116 mil euros.
Num "salto" à Bouça dos Homens, registamos a construção de um Pontão para acesso agrícola, que custou à Junta mais de 3 mil euros.
As Brandas não foram esquecidas no presente mandato, tendo sido investidos mais de 45 mil euros em pavimentações nos locais mais críticos das brandas de Bosgalinhas, Gorbelas e Junqueira, "pois temos consciência que as mesmas para além de serem muito importantes como suporte à pastorícia e agricultura, são também um elemento de valor acrescentado para o turismo da região e, naturalmente, para a freguesia da Gavieira".
Mas a vida continua, felizmente para a Gavieira as obras de melhoramentos públicos não acabam aqui, vai ser proximamente adjudicado pelo Município, por mais de 100 mil euros, o Caminho Central do Lugar de Tibo, e será colocado brevemente a concurso o Caminho da Caneja do Vale, no Lugar de Rouças, projectados para passar de lés a lés pelos centros dos lugares, possibilitando, assim, acessos porta a porta aos seus residentes.
Despedimo-nos quando o sol já se punha para além das montanhas, deixámos para trás um homem que afirma ser Presidente por pura carolice, consciente que o caminho a trilhar só poderá ser percorrido com a cooperação da População, Junta de Freguesia e Câmara Municipal, entidade da qual afirma ter recebido um muito bom apoio no decorrer deste mandato.
No regresso cauteloso à Vila dos Arcos, por percurso sinuoso mas em bom estado de conservação, fomos passando em retrospectiva os momentos passados nesta tarde luminosa de "verão", dos quais, nos ficou na "retina" um diálogo que tínhamos tido o privilégio de ouvir: Vou contar-te uma coisa Américo! Vês além, ao fundo um penedo? Pois olha... Junto a ele, vi há dias três lindas corças calmamente a pastar, depois de descerem aquele monte.
Mas Américo, não digas a ninguém onde foi que foram vistas, porque vêm por ai as "aves de rapina" e fazem-lhes uma caçada.
E o Senhor!?...
Fique descansado amigo, a localização não será revelada, é um segredo que guardarei com muito prazer, para preservação de mais um rico património do nosso concelho, que julgava só existir nos filmes ou então em algum zoológico, encaixado numa selva de cimento.

Município de Arcos de Valdevez
Top