Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Alunos arcuenses na rua pelo combate às alterações climáticas

 Alunos arcuenses na rua pelo combate às alterações climáticas
image title
image title
image title
image title
image title
image title
24 Maio 2019

 

O movimento dos jovens tem origem numa estudante sueca, Greta Thunberg, que no verão passado começou sozinha uma greve às aulas, manifestando-se em frente ao parlamento sueco de onde esperava ver tomadas medidas no sentido de revolver a crise climática.

 

Centenas de alunos arcuenses associaram-se ao segundo protesto em prol do Planeta, que levou hoje às ruas milhares de jovens de uma centena de países. Com esta greve estudantil, em que todos podem participar, os estudantes pretendem chamar à atenção do governo para a crise climática e exigem que a sua resolução seja feita prioridade.

Segundo o manifesto desta iniciativa, esta greve climática estudantil é um movimento político-apartidário, descentralizado e pacífico, bem como a voz de uma juventude farta da negligência das classes políticas face ao futuro. Os jovens solicitam a proibição da exploração de combustíveis fósseis em Portugal, o encerramento das centrais elétricas a carvão de Sines e do Pego, o uso de 100% de energias renováveis até 2030 e neutralidade carbónica nessa altura (o Governo tem 2050 como meta), melhores transportes públicos e menos agricultura intensiva.

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez apelou aos jovens que olhem para o seu concelho, “rico em património ambiental, com valores naturais únicos”, e ajudem a preservá-lo e valorizá-lo.

 “Temos que continuar a trilhar este caminho de valorização do nosso património, de promoção do equilíbrio entre o Homem e a Natureza, pois há milénios que esta interação existe, e o que fizermos hoje é determinante para o que teremos amanhã.

Assim contamos com todos para promover o desenvolvimento sustentável da nossa Terra. “, afirmou João Esteves, Presidente da Câmara Municipal.

Valorizando o movimento dos estudantes, o autarca convidou os jovens para participarem na inauguração o Museu da Água ao Ar Livre do Rio Vez, no dia 1 de Junho, e nas várias ações de limpeza que acontecerão um pouco por todo o concelho, no dia 15.

Juntos para um Futuro Melhor em Arcos de Valdevez onde Portugal se Fez, Faz e Fará.”, rematou o autarca.

Neste momento, foi também entregue uma carta da Câmara Municipal onde são referidas as ações que se encontram a ser levadas a cabo em prol do ambiente, como sendo a adesão ao Pacto de Autarcas, o Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas; ao nível da Educação e Sensibilização Ambiental, o Programa Eco-Escolas, School4All, Mercado Municipal Circular, projetos em curso no Parque Nacional da Peneda-Gerês como o Plano de prevenção e recuperação de habitats naturais.

A construção na Porta do Mezio do Parque Biológico da Porta do Mezio; a criação do Museu da Água ao Ar Livre do Rio Vez, do Centro da Biodiversidade do Alto Vez em Sistelo, ou, a realização, pela Câmara e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), de obras de Reabilitação e Requalificação dos Ecossistemas Ribeirinhos e a futura execução do Parque urbano com resiliência às cheias no baixo Vez.

 

Top