Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Mobilidade Urbana de Arcos de Valdevez melhorada

Entrada 8 1 1024 2500
Entrada 5 1 1024 2500
Entrada 10 1 1024 2500
04 Fevereiro 2019

 

Concluída a operação "NORTE-03-1406-FEDER-000087 - Mobilidade Urbana Sustentável - Rede Pedonal e Ciclável de Arcos de Valdevez”

Integrada na estratégia e objetivos definidos no Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) do Alto Minho, esta operação visou avançar com o projeto de rede ciclável e pedonal de Arcos de Valdevez que englobou a execução da Ligação entre o IC28 e o Parque Empresarial de Mogueiras - Troço A (Entrada Sudoeste da Sede do Concelho) e Mobilidade Sustentável - Incremento de Modos Suaves (EM 202).

O motivo que levou à realização em Guilhadeses da Ligação entre o IC 28 e o Parque Empresarial de Mogueiras - Troço A (Entrada Sudoeste da Sede do Concelho) prendeu-se com a constatação prática dos problemas existentes na mobilidade urbana em especial da mobilidade pedonal nas ligações da periferia ao centro urbano, isto é, nas entradas Sudoeste e Norte da Sede do Concelho.

Assim, o projeto em causa visou a beneficiação das condições de circulação para peões e ciclistas, do troço de estrada entre a antiga Escola Primária de Guilhadeses e o Centro Cívico de Guilhadeses, numa extensão total de cerca de 800 metros.

Este novo troço faz parte da visão estratégica municipal, com o objetivo por um lado, de dar continuidade à rede de ecovias existentes, e por outro, criar uma rede de percursos e corredores ciclável na área urbana e periurbana que ligue os principais equipamentos públicos, parques e áreas verdes, tratando-se de um investimento estratégico na área da mobilidade suave e no uso da bicicleta, como complemento do sistema de transportes local e regional.

A acessibilidade nas vias públicas deve ser pensada para todos transeuntes, e não somente para veículos motorizados, devendo portanto, o espaço público oferecer condições de segurança e conforto a todos os seus utilizadores, independentemente da sua condição com ou sem mobilidade reduzida.

Permitiu criar novos percursos de rede ciclável e pedonal interna que ligam às já existentes ao longo das margens do Rio Vez, nomeadamente a ecovia, que circunda a Vila de Arcos de Valdevez ligando o centro urbano a localidades como Jolda (S. Paio), Gondoriz, S. Cosme e S. Damião, Sá, Loureda e Sistelo.

A Operação "NORTE-03-1406-FEDER-000087 - Mobilidade Urbana Sustentável - Rede Pedonal e Ciclável de Arcos de Valdevez”, tev um custo total de 757.200,06€; foi cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional NORTE2020, Portugal2020, Eixo Prioritário 3 - Economia de Baixo Teor de Carbono e contou com um Investimento Elegível de 432.409,60 €, Comparticipação Comunitária de 367.548,16 € e uma comparticipação da Câmara Municipal de 389.651,90€.

Top