Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Município arcuense promove património frutícola

Macieiras   copia 1 1024 2500
Macieiras   copia 1 1024 2500
Macieiras2   copia 1 1024 2500
Macieiras3 1 1024 2500
Macieiras5 1 1024 2500
Macieiras6 1 1024 2500
31 Janeiro 2019

 

Plantadas 44 macieiras nos terrenos ajardinados junto ao Parque Infantil de Casares e ao edifício Fluvivez.

 

A região do Minho possui um património frutícola ímpar, numa herança do passado que se reflete na enorme diversidade varietal e genética que urge proteger, pois senão houver intervenção humana, perdem-se definitivamente, sem que haja possibilidade de recuperação.

Em toda a Europa, estima-se que duas a quatro mil variedades regionais de macieira se encontrem extintas ou em grave risco de extinção.

Assim, porque o património vegetal frutícola constitui um testemunho com valor civilizacional e cultural portador de interesse relevante para a região; as variedades regionais de fruteiras fazem parte da cultura, gastronomia e paisagem da região; o património vegetal frutícola se encontra em grave risco de extinção e não se multiplica sozinho, sendo esta tarefa feita pelo Homem, e o património vegetal frutícola faz parte da cultura, gastronomia e paisagem da região, dando especial atenção às variedades regionais de macieira, o Município plantou 44 árvores de fruto, devidamente identificadas, nos terrenos ajardinados junto ao Parque Infantil de Casares e ao edifício Fluvivez.

As variedades agora lá plantadas são a Camoesa de Coura,   Porta da Loja, Água Azeda, Três ao Prato, Malápio, Verdeal, Camoesa Rosa, Pardinheira, Maçã de Vinho dos Arcos, Maçã Vitória, Vermelhinha do Tarde e Perna de Pisco.

Uma vez que as plantas não se propagam sozinhas, esta é mais uma forma do Municipio proteger e valorizar o seu património frutícola, e um esforço para o conseguir manter vivo para as gerações vindouras.

 

 

 

 

 

Top