Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Autarquia com maior execução dos últimos anos, no valor de 24 milhões de euros

Camara municipal  1    c pia 1 1024 2500
18 Abril 2018

O ano 2017 foi um ano de concretizações para o concelho e para os arcuenses com melhorias na qualidade de vida, com valorização da educação, cultura e desporto, com promoção e atratividade empresarial e turística e com sustentabilidade ambiental e do território.

Mais proximidade e mais investimento promoção de Arcos de Valdevez

Em Arcos de Valdevez, o ano 2017, ficou marcado pelo alcance de importantes objetivos para o concelho ao nível da redução do desemprego, obtendo um decréscimo de 24%; o concelho entrou no Top 21 da Dimensão Visitar da Região Norte, de acordo com o último estudo da Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking,  e está no Top do "Ranking" Nacional do Índice de Transparência Municipal de 2017, ocupando a 4ª posição nos 308 municípios. Estes resultados são fruto da aposta da Câmara na proximidade com os arcuenses e na parceria com as Juntas de Freguesia, Associações, Instituições Sociais e Famílias, transferindo mais de 3,6 milhões de euros, através da atribuição de apoios ou da celebração de protocolos.

Mais 3 milhões de euros de Investimento

A Autarquia apresentou uma execução de 24 milhões de euros. Esta execução é a melhor dos últimos anos e resulta de uma gestão pró-ativa, criteriosa e responsável. Foi reduzida a dívida à banca em cerca de 1 milhão de euros e houve um reforço de investimento municipal, em mais de 3 milhões de euros.

Nas Grandes Opções do Plano em 2017, a Autarquia investiu mais de 13,7 milhões de euros, sendo de destacar que 60% desse montante foi realizado em Funções Sociais e 25% em Funções Económicas.

Educação, Economia e Qualidade de Vida são prioridades

O ano 2017 ficou marcado por grandes intervenções, tais como a execução da 1ª fase da obra da EB 2,3/S. Houve um reforço da ação social escolar e dos programas de apoio aos mais desfavorecidos e foi recuperado o edifício na Valeta, para arrendamento Jovem. Foram apoiados os Bombeiros Voluntários e as Comissões de Compartes de Baldios e beneficiada a rede viária florestal e a manutenção e construção de infraestruturas, tendo em vista a prevenção e combate de fogos florestais e o socorro à população.

Por todo o concelho foram investidos milhões de euros na melhoria da rede de estradas, água, saneamento, iluminação e recolha de resíduos.

No ordenamento do território foram realizadas diversas intervenções de requalificação do espaço público em vários locais do concelho.

Houve, ainda, uma clara aposta na promoção da cultura, desporto e lazer através do apoio a várias iniciativas promovidas pela Casa das Artes e pelas associações arcuenses, bem como foi intensificada a descentralização cultural pelas freguesias. Avançou-se com a obra do Centro Interpretativo do Barroco, na Igreja do Espírito Santo, com a obra do Museu da Água ao Ar livre e com o projeto da Oficina de Criatividade Himalaya. Foi renovado o relvado do Estádio Municipal da Coutada, reabilitado o Complexo das Piscinas Municipais e executadas as obras de manutenção nos circuitos turísticos, ecovia, passadiços e rede de trilhos pelo concelho.

Visando o reforço da competitividade do território, a geração de riqueza e a criação de emprego, o Município manteve o apoio à captação, instalação e ampliação de várias empresas no concelho e um conjunto de incentivos e benefícios fiscais. Foram realizadas obras de melhoria nos parques empresariais e foi requalificado o Mercado Municipal. Com a ACIAB, a Cooperativa Agrícola, a Incubo, a ARDAL, a Associação de Vinhos e as nossas comunidades de emigrantes, foram dinamizadas várias iniciativas, no concelho e no estrangeiro, de promoção dos produtos e empresas locais, de dinamização económica e de fixação e atração de investimento industrial, comercial, para o mundo rural e turismo, tais como a Expovez, Ciclos Gastronómicos, Natal, Páscoa Festivinhão, feiras de artes e ofícios tradicionais e de produtos locais entre outras.

O Presidente da Câmara Municipal, João Esteves, refere que “A Gerência de 2017 contribuiu assim para um passo em frente na construção de um concelho mais atrativo para viver, trabalhar, investir e visitar.”

Top