Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Stª Casa da Misericórdia alarga prestação de serviços

Pb089574 1 1024 2500
Pb089584 1 1024 2500
Pb089570 1 1024 2500
10 Novembro 2010

Instituição vai prestar consultas de especialidade nas áreas da Oftalmologia, Cardiologia, Ortopedia e Psiquiatria, aos utentes do Serviço Nacional de Saúde, e disponibilizar mais 10 camas na nova Unidade de Convalescença

A Stª Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez tem conseguido alargar cada vez mais a sua área de abrangência ao nível dos cuidados de Saúde e destacar-se ao nível da assistência dada aos seus utentes e apoio comunitário realizado junto das populações carenciadas.

A sua mais recente conquista foi a assinatura de dois acordos de cooperação com a Unidade Local de Saúde do Alto Minho, na passada segunda-feira, 8 de Novembro, que visam a prestação de consultas de especialidade nas áreas da Oftalmologia, Cardiologia, Ortopedia e Psiquiatria, aos utentes do Serviço Nacional de Saúde, e a constituição de uma Unidade de Convalescença com 10 camas. Uma cerimónia que contou com a presença do Presidente da ARS Norte, do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde e do Presidente da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

Para Francisco Araújo, Provedor da Instituição e Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, este tratou-se de um feito de extrema importância que diz, orgulhosamente, estar a ser levado a cabo com o propósito de se "criar no interior um pólo que sirva a população de Arcos de Valdevez e concelhos vizinhos, contribuindo, ao mesmo tempo para se baixarem os custos com a saúde".

Disponibilizando a Instituição para ser parceira com o Estado na satisfação dos utentes em diversas áreas, o Provedor avançou que, por mês, mais de 5000 pessoas vêem na Stªa Casa da Misericórdia de AVV a solução para os seus problema e com que com estas novas opções certamente virão a ser mais.

Em suma, promover a sustentabilidade e não o lucro é o lema que Francisco Araújo diz reger a Stªa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, por isso afirma com orgulho que "Tivemos a preocupação de disponibilizar respostas ao nível da Saúde, convencionadas através de sistemas como os da ADSE ou o SAMS, que não existiam cá no concelho, por isso esta trata-se de uma intervenção benéfica porque as pessoas vão ter consultas de especialidade na sua terra e ao mesmo tempo estaremos a contribuir para a diminuição das listas de espera das consultas de especialidade".

Já o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Francisco Pizarro de Sampaio e Castro, enalteceu no seu discurso todo o trabalho realizado pela SCMAV ao longo dos anos e louvou o facto de existir disponibilidade da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e da Instituição em ajudar a melhorar as respostas ao nível da Saúde no concelho. "Aqui há uma visão da qual o País necessita...Francisco Araújo é o exemplo de um bom governante e líder, adiantou.

De igual forma, para Manuel Pizarro esta colaboração pode resultar num interesse palpável para as pessoas e com ela diz estar a construir-se uma nova resposta para os utentes - "Há aqui uma simbiose perfeita que resulta da vontade política, alicerçada na competência técnica da ARS Norte, e, com a assinatura deste protocolo garantiremos, com certeza, as melhores condições de Saúde para os utentes de Arcos de Valdevez", disse.

Após a cerimónia a comitiva dirigiu-se às instalações das Unidades de Cuidados Continuados de Longa e Média Duração, no edifício Vilagerações para uma breve visita.

Município de Arcos de Valdevez
Top