Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Feira de Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo atrai cada vez mais visitantes

P7305745 1 1024 2500
P7305758 1 1024 2500
P8016108 1 1024 2500
P8016093 1 1024 2500
P8016162 1 1024 2500
P7305946 1 1024 2500
03 Agosto 2010

Teve lugar no passado fim-de-semana, de 30 de Julho a 1 de Agosto, a XI edição da Feira de Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo. Uma iniciativa da responsabilidade do Município de Arcos de Valdevez, da ARDAL (Associação Regional de Desenvolvimento Rural do Alto Lima) e da Junta de Freguesia de Soajo.

Tal como nos anos transactos foi objectivo do certame promover a cultura, os produtos, as artes e os ofícios tradicionais do mundo rural de Arcos de Valdevez, assim como o folclore, os usos e costumes tradicionais e as manifestações espontâneas da cultura popular.

Além de um vasto programa de animação, os visitantes puderam apreciar a exposição permanente de produtos locais e artesanato, bem como degustar, nas tasquinhas presentes, deliciosos petiscos e iguarias de sabores excepcionais, acompanhadas pelo vinho verde da região.

Logo a abrir a edição deste ano foi feita a inauguração do Parque da Feira de Soajo - aquele que, hoje, é a "menina dos olhos" de Soajo, por se tratar de uma intervenção há muito pedida pela autarquia local.

Adjudicado à empresa INOVLIMA - Engenharia e Construção, Lda, englobou a construção de um parque da feira e requalificação dos arruamentos envolventes, tendo resultado num espaço bastante agradável, bonito e com bastantes condições para a realização mensal da feira nesta localidade.

O Presidente da Junta de Freguesia, Manuel Barreira da Costa, começou por referir que esta obra "é uma mais-valia para a população de Soajo" e agradeceu publicamente ao presidente da Câmara Municipal, Francisco Araújo, por ter cumprido as promessas feitas e ter acedido ao pedido de realização desta empreitada.

Já Francisco Araújo deixou patente que apesar das dificuldades foi possível concretizar os objectivos: "Foram necessários cerca de 200 mil euros para conseguirmos a requalificação deste espaço, mas valeu a pena. Está um espaço bonito e com condições, por isso desde já dou os parabéns ao autor do projecto, o arquitecto municipal Carlos Machado, e à engenheira municipal, Isabel Dantas, pelo esforço e empenho na sua realização ", adiantou.

Já em relação à realização da Feira de Artes e Ofícios Tradicionais, fez questão de dizer que se trata de um certame de enorme relevância na promoção de Soajo e dos produtos do concelho, que tem melhorado ano após ano e atraído cada vez mais visitantes. Prova de que o investimento feito pelo município nesta localidade tem dado frutos: "Soajo tem um papel de destaque a nível local e é nossa pretensão que a direcção do Parque Nacional Peneda Gerês assuma esta feira como uma montra importante ao nível da atracção do Parque. (...) Tem uma oferta turística de montanha relevante e, além disso, oferece 28 camas. Tem capacidade de atractividade e importância a nível nacional, e, graças à promoção que tem sido feita da localidade, já é notória a escassez de alojamento devido à procura dos turistas, o que é importante. De igual forma, a 2ª habitação em Soajo tem tido uma enorme procura ", destacou.

Após o descerramento da placa inaugural do Parque da Feira, a comitiva dirigiu-se para a Sede da Junta de Freguesia, onde se procedeu à inauguração do primeiro posto de atendimento municipal do concelho.

"Há muitas questões que poderão aqui ser tratadas, tal como se estivéssemos na Câmara Municipal e foi a pensar na população de Soajo, assim como na sua melhor acessibilidade aos serviços que, pela primeira vez e de forma experimental, decidimos proceder à constituição deste posto. Posteriormente, temos em mente abrir outro na Freguesia de Sabadim", referiu Francisco Araújo.

Dada a afluência de visitantes ao espaço e ao volume de negócio conseguido, o balanço da Feira de Artes e Ofícios feito pelos produtores é muito bom, e, expressões de agrado como, "O negócio correu bem e para o ano esperamos cá estar outra vez", foram ouvidas por Francisco Araújo, repetidamente, aquando da entrega dos certificados de participação aos produtores e responsáveis pelas tasquinhas presentes.

De destacar que foram vividos três dias de grande animação com o largo do Eiró sempre bastante composto.

Em suma, desde trilhos pedestres, a exibições de documentários, actuações musicais e de ranchos folclóricos, de rusgas populares, encontros de concertinas, a jornadas gastronómicas nos
restaurantes aderentes, com o prato recomendado "Carne Cachena com Arroz de feijão Tarrestre", e da novidade, concursos do "Mel" (do qual saiu vencedor Venâncio Domingues), da "Broa" (do qual saiu vencedora Emília Vasconcelos), do "Vinho Branco" (do qual saiu vencedor o vinho Portal do Vez da produtora Deolinda Rego) e do "Vinho Tinto" (do qual saiu vencedor o vinho Cerqueiral do produtor Adelino Portela), convívio não faltou e momentos mortos não existiram em Soajo.

Para o ano há mais e quem lá esteve só espera que seja tão bom, ou melhor, que a edição deste ano.

Município de Arcos de Valdevez
Top