Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Exposição de escultura de Plácido Souto patente ao público até 29 de Agosto

P7316049 1 1024 2500
P7316058 1 1024 2500
03 Agosto 2010

Abriu ao público no passado sábado, 31 de Julho, a exposição de escultura do artista Plácido Souto, na qual são exibidas diversas peças realizadas em ferro e em vários materiais reciclados.

Natural de Vilar de Mouros, desde cedo se envolveu em várias iniciativas e associações de cariz social, cultural e religioso, tanto em Lisboa como nessa localidade mas, foi no ano 2000, "já reformado, que se dedicou às artes, realizando belíssimas obras, desde esculturas a quadros, utilizando o ferro, como matéria principal, e reciclando outros materiais" (Odete Barra).

A Arcos de Valdevez Plácido Souto veio apresentar "uma exposição que foi o culminar de uma digressão pelo Alto Minho", referiu.

Fazendo referência ao trabalho exemplar da Casa das Artes concelhia e à qualidade e variedade de artistas que por lá já passaram, adiantou: "não foi por acaso que começou em Caminha e terminou em Arcos de Valdevez. É uma honra terminar esta digressão nesta terra, porque sei que a Casa das Artes de Arcos de Valdevez não brinca com Cultura".

No leque de obras agora disponíveis na Casa das Artes, encontram-se esculturas como o "Seteiro Rotativo" - a primeira obra por si realizada e toda ela feita com materiais reciclados; "o Galo" - feito a partir de um seixo que encontrou na praia de Moledo; ou o "O Barco da Vida", que tem um "leme que nos dá a rota que queremos seguir, o relógio que respeita o tempo da vida e uma bússola que nos dá a orientação que vamos ter na vida", explicou. Patentes, estão, ainda, quadros em ferro representativos de personagens como Fernando Pessoa - "coloquei-o propositadamente sem o cigarro porque a lei não permite fumar em sítios fechados", adiantou em tom de brincadeira; do Hércules - "dei-lhe o nome de Hércules devido à "peitaça do boneco" ou "O Stress" - um quadro feito para representar a "doença do século" e que "apresenta uma pessoa descaracterizada e apressada", disse.

Além desta mostra, que ficará patente ao público até ao próximo dia 29 de Agosto na Casa das Artes concelhia, o autor tem ainda disponível, no Museu Municipal de Caminha, a exposição "Picasso em Ferro", inspirada na obra do pintor espanhol Pablo Picasso. As obras podem ser observadas até 26 de Setembro.

Município de Arcos de Valdevez
Top