Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Paulo de Carvalho brilhou em terras arcuenses

Paulo carvalho 1 1024 2500
05 Maio 2010

No passado dia 1 de Maio, a Casa as Artes de Arcos de Valdevez abriu as portas para receber Paulo de Carvalho - uma das mais impressionantes e carismáticas vozes da música portuguesa.

Digno de ovações em pé, o cantor apresentou um reportório de excelência, do qual constaram, entre outros, temas nacionais e estrangeiros como "Os meninos à volta da fogueira", "Mãe Negra", "Depois do adeus" e o "Meu Mundo Inteiro", provando que apesar da idade e de todas as transformações inevitáveis que cada um de nós sofre com o passar dos anos, continua a ser um "senhor" em palco.

Com 48 anos de cantigas e a completar 63 de idade este ano, afirmou, sem qualquer problema, que a sua "figura já não é o que era". "Nós mudamo-nos e o que fazemos, muitas vezes, muda...penso que continuo a cantar cantigas que agradam às pessoas, mas não sou efectivamente a mesma pessoa, nem elas são cantadas da mesma maneira. A voz adquiriu sabedoria."

Na sua óptica, a sua menor mediatização, também contribuiu para que o público notasse as suas mudanças - "nestes últimos anos não tenho frequentado muito a televisão, por isso as pessoas chegam a uma altura que não sabem o que ando a fazer e quando vão ver os meus espectáculos apercebem-se de que não sou a mesma pessoa de há uns anos atrás."

Em relação ao espectáculo e à sala da Casa das Artes arcuense o cantor afirmou que este tipo de espectáculo, mais intimista, "permite-nos passar por cantigas que gostamos e que não são nossas", como foi o caso de "Sodade" da cabo-verdiana, Cesária Évora, ou "Pequena Serenata Diurna" do cubano Sílvio Rodriguez.

Acompanhado ao piano pelo músico cubano Victor Zamora, durante o concerto fez inúmeras referências ao 25 de Abril, Dia da Liberdade, e ao 1 de Maio, Dia do Trabalhador.

De fora não ficaram os agradecimentos a quem lhe proporcionou a sua vinda a Arcos de Valdevez e ao facto de terem trabalhado tão bem e em muito boas condições - "A Casa das Artes é um local fantástico" -, no entanto, devido à brevidade da visita, lamentou o facto de levar pouco conhecimento da terra, afirmando que terá de cá voltar para verificar a sua beleza.

Município de Arcos de Valdevez
Top