Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Terminou domingo a XXII Feira do Livro

Apresentacao siqueiros6 1 1024 2500
Apresentacao siqueiros2 1 1024 2500
Apresentacao as historinhas saray15 1 1024 2500
Apresentacao as historinhas saray10 1 1024 2500
31 Julho 2012

Ao longo de cinco dias os livros e os escritores foram o alvo das atenções dos arcuenses

Depois das apresentações de "Gritos de Pedra. Antologia Poética de Nurmi Rocha", com seleção e introdução de Albertina Fernandes - uma edição do Município de Arcos de Valdevez, e de "Contos de Amor e Desamor", de Paula Teixeira de Queiroz - Edição da Animedições Editora, foi a vez do auditório da Casa das Artes concelhia receber as apresentações de "Siqueiros e Pereiras. Manuscrito genealógico de Leonel de Abreu de Vasconcelos Sottomaior", de Mário de Vasconcelos - Edição do Município de Arcos de Valdevez (na sexta feira, 27 de Julho) e do livro "As Historinhas de Saray", de Andréa Peixoto - Edição das Edições Vieira da Silva (no domingo, 29 de Julho), bem como o encontro literário com os escritores Pedro Mexia e valter Hugo Mãe, (no sábado dia 28 de Julho).

Um fim-de-semana recheado de cultura e experiencias onde autores arcuense puderam apresentar as suas obras e o público contactar diretamente com todos os escritores.

A apresentação de Mário de Vasconcelos foi considerada por Nuno Soares, diretor da Casa das Artes concelhia, como tendo sido um dos momentos altos do certame. Momento a que Francisco de Araújo, Presidente da Câmara Municipal, não quis faltar, tendo realçado a importância da sua obra dizendo que "é através da história e das suas famílias que ficamos a conhecer melhor o concelho, por isso o município apoiará sempre todos aqueles que queiram realizar este tipo de estudo. O desenvolvimento faz-se com cultura e com educação. Daí este desafio ter sido logo aceite. "

Já no sábado, Valter Hugo Mãe e Pedro Mexia debruçaram-se sobre as suas obras mais recentes, nomeadamente "O Filho de Mil Homens" e o "Mundo dos Vivos" respetivamente, sobre o acordo ortográfico e as suas futuras obras.

Por último, o domingo foi reservado para a apresentação da obra da mais nova escritora presente na feira, a arcuense Andréa Peixoto.

"As historinhas de Saray" é um livro direcionado ao público infantil, composto por quatro contos, que, segundo a professora Helena Aguiar, responsável pela apresentação da obra, possui fantasia, humor, uma personagem imaginária simpática, alegre e divertida e que transmite algo a quem a ouve ou lê.

Foi escrito por Andréa depois da professora de Português do Secundário (Helena Aguiar) ter pedido um trabalho aos alunos da turma.

Conforme a autora adiantou, gosta muito de crianças e, por isso, quando a sua professora solicitou o trabalho, decidiu fazer algo diferente, optando por escrever histórias infantis que transmitissem alguma mensagem, como por exemplo como tratar do ambiente ou como não desistir dos objetivos traçados. O projeto cresceu e resultou na publicação apresentada.

Segundo Helena Aguiar, este livro traz qualquer coisa às crianças porque a autora teve a preocupação de incutir mensagens nos seus contos e de as enriquecer com personagens da História como Esopo, Marie curie ou Newton. Um aspeto que na sua óptica é de extrema relevância porque permite às crianças estabelecerem contacto, desde muito cedo, com nomes importantes da História, ficando com eles já na memória.

No dia do encerramento foram ainda entregues os prémios do Concurso realizado em colaboração com a Rádio Valdevez e realizado um espetáculo de Dança/aeróbica com a Apresentação das diferentes classes do Studio 601, com coordenação de Cândido e Eliana Rodrigues.

Município de Arcos de Valdevez
Top