Passar para o Conteúdo Principal
Facebook Instagram Twitter Youtube Linkedin RSS
Logotipo CM Arcos de Valdevez

Dia do encerramento das Festas e Feiras Francas de Arcos de Valdevez

Dia do encerramento das Festas e Feiras Francas de Arcos de Valdevez
image title
image title
image title
image title
image title
11 Agosto 2008

Domingo, dia 10 de Agosto, chegaram ao fim as Festas e Feiras Francas de Arcos de Valdevez e, da programação do dia do encerramento, é de destacar a realização do 12º concurso Malha-Malha de Bombos - pela manhã na Praça municipal - e o Festival Folclórico das Comunidades - no Anfiteatro do Trasladário à noite.
Foram 9 os grupos de bombos que participaram no encontro e tentaram dar o seu melhor. Para além de grupos oriundos de Arcos de Valdevez apresentaram-se na competição grupos de Caminha, Vila Nova de Cerveira, Amarante e Marco de Canaveses, tendo-se destacado perante o júri, o Grupo de Zés P'reiras "Os Malinos" de Arcos de Valdevez. O grupo, eleito vencedor, recebeu das mãos do presidente da autarquia, Francisco Araújo, além da medalha de participação, a taça.

Aos restantes grupos foram distribuídas, pelo autarca e pelo presidente da Assembleia Municipal, Rui Alves, as medalhas de participação.

De seguida todos os grupos se apresentaram no Largo da Lapa para a concentração onde, cada um ao seu estilo, mas simultaneamente, se exibiu e deu mostras da sua arte.Malha-Malha

Pelas 22h00 foi a vez da realização do Festival Folclórico das Comunidades, que este ano contou com as participações do Rancho Folclórico da Casa dos Arcos em Lisboa e do Rancho Folclórico Danças e Cantares de Arcos de Valdevez em Paris - França.

Francisco Araújo entregou a cada um deles as fitas de participação e, visto inicialmente também estarem previstas as actuações do Rancho Folclórico de Nanterre - França e do Rancho Folclórico de Andorra, foi com pesar que o autarca se dirigiu aos presentes, pois segundo suas palavras, a programação foi alterada para proporcionar as actuações dos ranchos das comunidades nas festas do Concelho e, porque esta é uma exibição que Entrega do Prémioorgulha as comunidades no concelho e os seus conterrâneos, lamentou o sucedido.

O autarca deixou palavras de agradecimento à Casa do concelho de Lisboa e Paris pela presença e, em especial, uma palavra de incentivo aos conterrâneos Parisienses para apoiarem a sua Casa do concelho que, como é relativamente recente, existe da parte da autarquia, um forte empenho para que perdure, tal como a de Lisboa tem perdurado ao longo dos anos.

Francisco Araújo vê as casas das Comunidades emigrantes como espaços que estreitam as relações entre o município e aqueles que estão lá fora, referidos pelo autarca como um elo importante para o concelho Festival das Comunidadese, desta feita, de extrema importância.

Como o concelho é constituído por pessoas e, são elas o fundamental da edilidade, é para elas que se constroem infra-estruturas, equipamentos e se tem uma actividade política em prol do desenvolvimento. Esta atitude, segundo o autarca, visa proporcionar a todos o mesmo nível de participação, e promete que assim continuará enquanto tiver responsabilidade no município.

Festival das ComunidadesFicou o apelo para que a língua portuguesa continue a ser o meio de comunicação de eleição nas comunidades - porque ela é um elemento poderoso, que cria laços de afectividade, e isso, na visão de Francisco Araújo, é fundamental para que elas tenham e mantenham o dinamismo que têm hoje - e para que se mantenham e aprofundem as relações de proximidade entre o concelho e as comunidades.

Assim, foi com auditório cheio que os ranchos actuaram e fizeram as delícias dos arcuenses que cá habitam e dos emigrantes, que todos os anos por esta altura não dispensam voltar a Arcos de Valdevez, sua Terra natal.

Município de Arcos de Valdevez
Top